jump to navigation

Malícia Política e Aborto

Artigo de Cicero Harada

Para ver o original, clique aqui.

Político malandro é esperto. Seu olhar fisiológico não se desprega do próprio umbigo. Concorda sempre com o possível eleitor. Surfa nas ondas da contradição e leva o voto de pessoas de concepções mais díspares.  Simpático, fala coisas bonitas, ri, chora, esbraveja, protesta, sempre segundo as circunstâncias. Afirma ou nega convictamente algo que lhe dê pontos. Humilde, reconhece ignorância diante de polêmica que lhe possa subtrair votos. Nega, olimpicamente, se for surpreendido em ações comprometedoras. Carrega uma aura de alva e comovente pureza. Diante dele, até a testemunha ocular da falcatrua chega a duvidar de seus sentidos. Se tudo está perdido, com ares de comovida indignação, esbraveja: “as coisas sempre foram assim desde que o mundo é mundo! Mas agora, nunca como antes, é por uma causa sublime!”

Digo isso, porque a Câmara dos Deputados fulminou o Projeto nº 1.135/91, que pretende a legalização do aborto no Brasil. Primeiramente, na Comissão de Seguridade Social e Família por unanimidade (33X0). Depois, na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania por expressiva maioria (57X4). Nesta, o parecer aprovado, por força do Regimento da Casa, é terminativo, isto é, põe fim ao processo legislativo, salvo se houver recurso. Ocorre que o deputado José Genoíno (PT-SP) interpôs o recurso nº 201/2008 contra o parecer da Comissão de Constituição e Justiça. O apelo foi subscrito por ele e mais sessenta e dois deputados federais.

Três deputados, Carlos Santana (PT–RJ), Carlos Abicalil (PT–MT) e Vicentinho (PT–SP) apresentaram requerimento de retirada da assinatura. Os pedidos foram indeferidos nos termos do artigo 102, §4º, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, porque, uma vez publicado o recurso, não cabe a supressão da assinatura. Antes mesmo dos indeferimentos, o assessor parlamentar Jaime Ferreira Lopes já o havia previsto. O fato pode ser comprovado aqui.

Além dos deputados que desaparecem na hora do voto, eis aí outro álibi. Os eleitores a favor da vida são informados pela assessoria de que houve desistência e pedido de retirada da assinatura. A petição protocolada pode até ser apresentada ao embasbacado eleitor, mas o pedido de desistência não tem efeito jurídico algum. É um zero à esquerda.

Outros juram por tudo aos defensores da vida, que são contra o aborto, o assassínio de crianças não nascidas, que nunca votaram nada a favor da medida, até porque não fizeram parte de nenhuma daquelas comissões. Apenas subscreveram o recurso, a fim de que a matéria pudesse ser debatida em plenário. Notem bem: recurso é meio processual para os inconformados se socorrerem de instância superior, para combater e reformar uma decisão.

Será que alguém assinaria recurso para discutir a possibilidade de legalização do seu próprio assassínio? São tentativas de ficarem em cima do muro ou pura ingenuidade? Ignoram eles recente pesquisa do Datafolha de que só 3% das pessoas acham o aborto moralmente aceitável? Um dia, questionado por jovens, Ulysses Guimarães disse-nos que alguns parlamentares podem não ter formação superior ou acadêmica, mas lá na Câmara dos Deputados não há ingênuos, lá não há bobinhos. Todos têm muita experiência, já foram presidentes de empresas, de grandes entidades, foram governadores, ministros, prefeitos, secretários de Estado, senadores, deputados estaduais, vereadores. Se ainda assim concluirmos que o deputado não tem malícia, merecerá ele o nosso voto?

Matias Aires dizia que malícia é aquela inteligência ou ato que prevê o mal ou o medita, espécie de arte natural, que se compõe de combinações e conseqüências, sendo, por isso, virtude política. Fazia uma distinção importante: “tem malícia quem descobre o mal para o evitar, é malicioso quem o antevê para  o exercer”. Também nós precisamos ter muita malícia e discernimento para não cair nas manobras dos maliciosos.

Cicero Harada
Advogado, Conselheiro da OAB-SP,
Presidente da Comissão de Defesa da República e da Democracia da OAB-SP,
foi Procurador do Estado de São Paulo.
cicero.harada@terra.com.br

Comentários»

1. Walterdes de B. Barbosa - novembro 18, 2008

Há algum tempo atrás, era analfabeto de pai e mãe no assunto vida, apesar de está vivendo aqui nesse planeta, com todas as dificuldades que nele existem. Como eu tive o privilégio de nascer, graças a Deus a minha mãe é contra o aborto e após quatro décadas é que achei a chave da esperança, caridade e fraternidade para com os nosso irmãos. Como eu tive a chance de vir, tenho a certeza hoje que todos os que virão tem essa mesma chance. Não há crime maior, mais hediondo do que se praticar um aborto. As mulheres que pensam o contrário, infelizmente não conhece a própria existência, não sabe nem de longe o crime bárbaro que estão comentendo. Nunca vamos deixar de lembrá-las de que o plantio é livre mas, a colheita é obrigatória, ou seja, quem planta sempre tem que colher.

2. Enézio E. de Almeida Filho - novembro 19, 2008

A humanidade “humana” do Homo sapiens sapiens está a cada dia se desumanizando. Somos apenas mais um animal entre os demais animais, só que muitos deveres e muito menos direitos.

3. HEITOR DE PAOLA - novembro 19, 2008

Acrescentando uma curioridade: há algum tempo, quando a última campanha eleitoral ainda engatinhava, assistí numa reunião do Juventude pela Vida, no Rio de Janeiro, um Deputado Federal pelo PPS, cujo nome não cito porque não lembro, afirmar que entrou para este Partido sem tomar conhecimento que nos seus Estatutos se encontra a luta pela legalizaçao do aborto. Atônito, pensei em retrucar sem saber se o chamava de mentiroso ou de burro ou de irresponsável por não ler o documento mais importante do partido ao qual se filiava. Não o fiz por ser apenas um convidado dos organizadores do evento.
Aproveito para parabenizar o Dr. Cícero Harada pelo brilhantismo de sua argumentação no debate sobre o aborto, que lí na íntegra e comunicar que coloquei um link direto para este debate no meu site onde se encontram alguns artigos meus sobre o tema, do ponto de vista médico.

4. Cavaleiro do Templo - novembro 19, 2008

Através desta indicação que o Heitor inseriu no site dele, o PAPÉIS AVULSOS (http://www.heitordepaola.com/index.asp) eu inseri no meu blog, o Cavaleiro do Templo () uma indicação na lsita de sites.

Grande trabalho, parabéns

Cavaleiro do Templo

5. benito carleial - novembro 19, 2008

Absurdo dos absurdos a aprovação dessa proposta infame. benito carleial

6. Cavaleiro do Templo - novembro 19, 2008

Correção do comentário acima:

Através desta indicação que o Heitor inseriu no site dele, o PAPÉIS AVULSOS (http://www.heitordepaola.com/index.asp) eu inseri no meu blog, o Cavaleiro do Templo (http://cavaleirodotemplo.blogspot.com) uma indicação na lsita de sites.

Grande trabalho, parabéns

Cavaleiro do Templo

7. Marília Aparecida Scarpele - novembro 21, 2008

Dr.Cícero Harada, caro colega de labuta, quero parabenizá-lo pela incessante luta contra o aborto, o pior dos crimes contra a vida, pois atinge um ser em formação e indefeso. Isso é uma covardia pois todos temos o direito a nos defender e preservarmos a vida que nos foi concedida. Não devemos esmorecer nessa luta a favor da vida do feto, que deve ser preservada desde a sua concepção. Estou divulgando seu trabalho a colegas e amigos. Parabéns.

8. Maria Ires do Socorro Bezerra de Melo - João Pessoa, P.B. - novembro 22, 2008

Parabéns a todos os que estão defendendendo A VIDA, o Dom Mais precioso que O CRIADOR nos presenteou. Sem este Dom, não estaríamos, aqui, debatendo, nem a favor ou contra tão flagrante desobediência à Lei Natural!
Por que tanto interesse em tirar a possibilidde de Vida a Inocentes Criaturinas?! Porque elas não podem gritar? Porque não podem, de fraldinhas, pegar um Cartaz e irem para as Ruas reivindicarem seu direito de Sobrevivência?!
Isto é Monstruoso! Não posso nem dizer animalesco, pois até os animais irracionais, cuidam dos seus nascituros! VIVA A VIDA! VIVA O CRIADOR DE TUDO O QUE EXISTE!

9. Cicero Harada - novembro 24, 2008

WILLIAM MURAT, parabéns pelo blog tão bem urdido e organizado, relembrando debate do qual fui partícipe no site da OAB-SP.

AGRADEÇO a todos que se manifestaram, especialmente, a:

HEITOR DE PAOLA, cujo currículo e elogios me envaidecem;

DRA. MARÍLIA APARECIDA SCARPELE que, na Procuradoria do Estado de São Paulo, com o seu exemplo e trabalho, ética e profissionalmente, muito me ensinou;

ANA ROSA FRANGELLE, cujas palavras generosas ultrapassam as minhas qualidades.

Cicero Harada

10. Ricardo - março 10, 2009

Prezado Dr. Cicero Harada,

Sou estudante de Serviço Social, e quero parabeniza-lo pela a defesa árdua da vida contra o aborto. Depois dos ataques loucos da imprensa, da critica do Presidente da República e do Sr.Ministro da Saúde contra o Arcebispo de Recife e Olinda, decidi liga-lo ao meu blogue, sei que é um advogado católico, e rezo para que mais católicos que estão ingressando na area juridica possam desempenhar papel honroso ao nosso desmoralizado País.

Saudações cordiais.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: